Benefícios da atividade física para o cérebro

A atividade física reúne muitos benefícios para o corpo e mente.

O desenvolvimento de músculos e o condicionamento do coração e dos pulmões podem ser considerados apenas efeitos colaterais diante do potencial que a atividade física tem de nos tornar mais bem-humorados e com maior facilidade para raciocinar.

E recentes estudos já mostraram que a prática regular da atividade física pode ser um ótimo substituto de uma pilula da inteligencia, por exemplo.

Reduz o risco de AVC

AVCO AVC (acidente vascular cerebral) é uma das principais causas de mortes no mundo. A doença cerebrovascular atinge 16 milhões de pessoas ao redor do globo a cada ano. Dessas, seis milhões morrem. Só no Brasil, são registradas mais de 70 mil mortes por AVC anualmente.

E um dos melhores aliados contra esse sério problema é a prática regular da atividade física. Isso é possível porquê a atividade física feita com regularidade aumenta a capacidade cardiorrespiratória o que reduz a pressão sanguínea do corpo em repouso. A atividade física também desencadeia também a liberação do gás óxido nítrico, que dilata os vasos para permitir a passagem de um maior volume de sangue.

Reduz o risco de demência

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) mais de 35 milhões de pessoas estão sofrendo com demência em todo o mundo. E o Brasil é o 9º país com o maior número de casos. E segundo a OMS se nada for feito para prevenir e tratar a demência, o número de casos pode triplicar nos próximos anos.

Entretanto, uma das melhores maneiras de combater essa triste doença é praticando atividade física. Conforme envelhecemos, os níveis de insulina caem e a glicose tem mais dificuldade para chegar às células e abastecê-las e a prática de atividade física pode facilitar a chegada de glicose para as células.

Além disso, a prática da atividade física ajuda no controle do hormônio insulina que age contra o acúmulo de placas amiloides, mas seu excesso contribui para o aumento das placas e para a inflamação, danificando os neurônios ao redor contribuindo então para a demência.

Promove a neuroplasticidade

A neuroplasticidade é a capacidade do sistema nervoso de mudar, adaptar-se e moldar-se a nível estrutural e funcional ao longo do desenvolvimento neuronal e quando sujeito a novas experiências.

E a atividade física fortalece as conexões neuronais e estimula as células-tronco recém-nascidas a se dividir e se transformar em neurônios funcionais no hipocampo, o que previne o atrofiamento dessa área do cérebro relacionada à memória.

E um cérebro ativado pelos exercícios favorece a neuroplasticidade e a neurogênese, que é a formação de novos neurônios.

Promove o bem-estar

Promove o bem-estarJá foi comprovado em inúmeros estudos científicos que a prática da atividade física faz organismo liberar várias substâncias, como a endorfina, que promovem o bem-estar, aumentando nossa motivação, alegria e disposição.

Além da endorfina, é liberado também a serotonina, um neurotransmissor atua regulando o sono, humor e pode até estar relacionado com o tratamento de osteoporose e enxaqueca.

Essas substâncias liberadas juntas (endorfina e serotonina) fazem a sensação de bem-estar durar por horas após a atividade física.

Infelizmente, muitas pessoas não tem esse conhecimento e acabam recorrendo em muitos momentos a medicações ou a suplementos vitamínicos, quando se sentem tristes, sendo que a atividade física é uma das melhores maneiras (se não a melhor) para aumentar naturalmente a sensação de prazer e bem-estar.

O que comer para aumentar a libido? Saiba aqui!

Muitos buscam emagrecer, ganhar massa muscular e aumentar a libido (apetite sexual).

Mas poucas pessoas pensam que tudo isso só acontece através de uma alimentação equilibrada e correta.

Sabe aquela frase que “você é o que você come”?

Sim. Isso faz todo sentido.

Se tem uma alimentação errada, pobre em nutrientes essenciais, é bem provável que você tenha no futuro mais próximo, diversos problemas de saúde.

O que muitas pessoas não acreditam é que para ter uma saúde sexual ativa é necessário sim, se alimentar bem.

Não é a toa que existem por aí diversos alimentos com o “poder” afrodisíaco. Isso é, eles aumentam a circulação sanguínea e promove o aumento do desejo sexual e uma melhor potência sexual.

O que comer?

Primeiramente é preciso se atentar ao que não comer.

Gordura transIsso significa que você deve parar ou diminuir ao máximo, comer alimentos ricos em gorduras trans e frutose.

Esses nutrientes quando consumidos regularmente contribuem para a diminuição da libido e dificultam a ereção do homem e da mulher.

Com isso muitas pessoas precisam recorrer as opções de remédio para impotência masculina e feminina. O mais conhecido é o viagra que é mundialmente conhecido.

A gordura trans e a frutose está presente principalmente nos alimentos industrializados (enlatados).

O consumo em excesso de doces e álcool também pode ser muito prejudicial para sua saúde sexual.

Afinal, o que comer para aumentar a libido?

Alimento para aumentar a libidoA lista de alimentos ótimos para sua vida sexual são:

  • Canela

  • Gengibre

  • Açafrão

  • Alho

  • Cacau

  • Cafeína

  • Banana

  • Aspargo

  • Frutos do mar

  • Maca peruana

  • Amendoim

  • Pimenta Caiena

  • Vinho tinto (em excesso pode fazer mal)

Essa lista é dos principais alimentos que você deve consumir para o aumento da libido. Entretanto, sua alimentação não deve se restringir apenas para esses alimentos.

Ter uma alimentação rica em verduras, legumes e frutas também é ótimo para a saúde sexual e para a saúde no geral. Afinal, esses alimentos são ricos em vitaminas, minerais e antioxidantes que contribuem para a eliminação dos radicais livres do corpo.

Radicais livres que por sinal é uma das principais causas da baixa libido e de outros problemas de saúde.

Não podemos esquecer também das sementes e cereais como a quinoa, chia, aveia e linhaça. Ambos são fontes de qualidade de proteína, carboidrato e gordura saudável.

Caso opte por algum suplemento para melhorar a alimentação, opte por marcas confiáveis e conhecidas. Infelizmente existem muitos suplementos de má qualidade no mercado.

Suplementos para emagrecer: é preciso tomar?

Uma dúvida muito comum que recebo diariamente em meu e-mail é sobre os suplementos para emagrecer.

E a dúvida é:

Tomar ou não tomar.

Já adianto que os suplementos alimentares servem para complementar sua alimentação. Logo, se sua alimentação já esteja adequada, não há necessidade de tomá-lo.

Quando usar suplementos?

Suplementos AlimentaresComo já foi falado:

Se sua alimentação já é adequada e balanceada, não o porquê usar suplementos alimentares.

Mas agora, se sua alimentação for pobre em algum nutriente, deve-se sim usar os suplementos alimentares. Porquê eles servem como um complemento alimentar.

Ao contrário do que dizem, os suplementos alimentares não é somente para os que treinam ou para atletas. Qualquer pessoa pode estar tomando suplementos. Esses produtos nada mais é do que uma comida em pó.

Obviamente que atletas e praticantes de atividades físicas necessitam de mais nutrientes, devido o gasto calórico. Logo, o uso de suplementos é fundamental para bater os macronutrientes (proteína, carboidrato, gordura e fibra) do dia.

Agora, não podemos confundir suplementos com remédio natural para emagrecer. Afinal, remédios para emagrecer necessitam de acompanhamento e receita médica.

Mesmo com suplementos, é inteligente ter um acompanhamento de uma nutricionista, assim você evita de gastar dinheiro de bobeira e gasta dinheiro com o que realmente precisa.

Quais os melhores suplementos?

O uso de suplementos alimentares vai depender muito do seu objetivo. Isso porque existem diversas opções de suplementos para diversos motivos como emagrecimento, ganho de massa magra, ganho de peso, para treinar, etc.

Exatamente por isso que ter um objetivo certo é o primeiro passo para não gastar muito dinheiro com suplementos.

Se seu objetivo é emagrecer, existem os famosos termogênicos, que são suplementos que elevam a temperatura do seu corpo, fazendo seu metabolismo ficar acelerado por muito mais tempo. A consequência disso é uma queima maior de calorias.

Já para os que buscam ganhar massa magra, o ideal é consumir alimentos que mantêm e que ajudam reparar a massa magra do corpo. Suplementos como Whey Protein, Creatina e BCAA são muito bem-vindos para essas pessoas.

Para os que buscam ganhar peso. Os hipercalóricos é a melhor opção. Basicamente, os hipercalóricos são suplementos energéticos que possuem como função principal oferece um suporte calórico diário suficiente.

Existem outros tipos de suplementos que contém substâncias essenciais para o nosso corpo como o ômega-3 que é vendido em cápsulas.

O ômega-3 é encontrado em peixes como salmão, tilápia ou sardinha. Esse nutriente melhora a saúde do cérebro e evita inflamações principalmente depois de cirurgias como a Rinoplastia. Estudos apontam que seu uso pode evitar doenças como Alzheimer.

Existem também os multivitamínicos que são necessários em qualquer tipo de dieta. Esse suplemento em especifico são complexos vitamínicos minerais essenciais para a saúde de todos, pois possuem a capacidade de suprir às necessidades de micronutrientes quando a alimentação não consegue atingir suas necessidades nutricionais.

Rinoplastia: Tudo o que você precisa saber!

RinoplastiaOlá meus amigos, como vocês estão?

O artigo de hoje é para responder algumas dúvidas que estou recebendo referente a rinoplastia.

Mais afinal, o que é rinoplastia?

Rinoplastia é uma cirurgia feita no nariz muito utilizada para correção estética e para correção de problemas naturais como a correção do septo nasal e a turbinectomia.

Em relação a estética, a cirurgia de rinoplastia pode-se aumentar ou diminuir o nariz, dar projeção à ponta, afinar as asas nasais e até diminuir a giba óssea.

Apesar de ser uma cirurgia que exige muito da eficiência do médico-cirurgião. A rinoplastia é uma cirurgia tranquila e pode demorar até 2 horas, dependendo da situação e problema do paciente.

Pré-cirurgia

Antes de pensar em fazer a cirurgia de rinoplastia, é preciso acertar na escolha do médico-cirurgião, pois é ele que vai determinar o sucesso do seu caso.

Sendo assim, escolha um profissional de ponta e que tenha experiência e seja especialista no tipo de cirurgia que você quer fazer.

Depois de escolhido o médico-cirurgião, o mesmo vai marcar algumas consultas com você para falar sobre seu objetivo da cirurgia seu histórico médico e a anatomia de seu nariz; e, então, dar-lhe-á uma resposta sobre o que será possível fazer em seu caso.

Além disso, nessas consultas o médico-cirurgião falará o custo total de todos esses procedimentos.

Quanto custa?

Muitas pessoas querem saber: “Rinoplastia preço?

O preço da rinoplastia varia muito, por diversos fatores como:

  • Tipo de cirurgia;
  • Hospital a ser feito à cirurgia;
  • Honorários do médico-cirurgião;
  • Remédios necessários;
  • Custo das consultas;
  • Custo dos exames pré-cirurgico;
  • Custo dos exames pós-cirurgia;
  • Região a ser feito a cirurgia;

Os itens citados acima, são os principais fatores que vão influenciar no preço da rinoplastia. Para se ter uma média, o preço desta cirurgia vai de R$ 2.500 à R$ 25.000 reais.

Opção gratuita!

Muitas pessoas podem fazer a cirurgia de rinoplastia gratuitamente. As pessoas que possuem problemas estéticos sérios e problemas funcionais e psicológicos podem estar fazendo gratuitamente, mas para ser feito a cirurgia é necessário passar pela triagem feita pelo hospital para avaliar o seu caso.

Mulheres vítimas de violência doméstica também tem direito de realizar a cirurgia gratuitamente. Mais vale destacar que também é feito uma triagem rigorosa para ser comprovado que a violência sofrida pela mulher tenha sido a responsável direta pelos danos estéticos.

Vale destacar que existe uma lei que garante a rinoplastia gratuita para mulheres vítimas de violência doméstica. O número da lei é 6.421 de 24/09/2013.